Capital

Dezembro Laranja: com a chegada do verão, dermatologistas reforçam a prevenção para evitar câncer de pele

por Redação | qua, 27/12/2023 - 12:49

O mês de dezembro costuma bater recorde de altas temperaturas, além do calorão de até 40 graus também enfrentamos os raios solares e com eles o perigo da exposição ao sol que pode causar de câncer de pele. E neste mês com a chegada do verão ( 21) acontece também a campanha anual Dezembro Laranja. Mês dedicado a conscientização sobre a prevenção do câncer de pele.
Promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) o tema da campanha deste ano é “Seu sol, sua pele, sua proteção”, é um alerta para chamar a atenção em relação a proteção e cuidados com a pele. Dezembro Laranja promove ações em todo país para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de pele. Este tipo de câncer responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 185 mil novos casos. É o câncer mais comum entre os brasileiros.
Muitas vezes o diagnóstico está longe de qualquer suspeita é o caso do produtor rural Franciso Feitosa, de 58 anos. Há dois anos uma ferida no lado esquerdo do rosto coçava e não sarava e foi numa consulta com dermatologista que Francisco teve a identificação da doença. “Além disso outra surpresa, a médica fez uma biopsia de uma verruga na nuca e deu maligno. Era bem no início e com a remoção vida que segue normal, mas agora seguindo as orientações médicas”, relata Francisco.
A principal prescrição médica é o uso contínuo do filtro solar. É o que reforça a dermatologista Heloíde Marcelino. A especialista afirma que este cuidado com a saúde da pele é a melhor arma de prevenção contra a doença, aliada a outros cuidados em relação aos hábitos de exposição solar e a regularidade de consultas com o especialista. Em caso de suspeita seguir o protocolo clínico: identificar as lesões, fazer o acompanhamento do paciente e quando necessário retirar e encaminhar para avaliação do patologista.
“Os tipos de câncer da pele, dividimos em tipo: melanoma e não melanoma. Os tumores melanoma são os originários de pintas escuras, bastante agressivos e que quando não diagnosticados precocemente podem sim, levar a morte”, explica Heloide, que ainda complementa que os sinais são as mudanças das pintas, podem mudar de tamanho, contorno e apresentar sangramento. E existem também as pintas que surgem do nada, sendo que 70% ocorrem dessa forma. É importante se observar e buscar orientação médica.
Quanto aos tumores não melanomas é o principal, sendo o número alarmante e, apesar de não ter alta mortalidade, as lesões podem deixar cicatrizes.
A dermatologista fatores quem vão além da exposição ao sol. “O grande perigo para o câncer da pele é a falta de informação. A população precisa se atentar e suspeitar de lesões, e ter o hábito de usar filtro solar, respeitar os horários de maior risco”, alerta.
Outra situação apontada por Heloide é quanto as câmaras de bronzeamento artificial. “São equipamentos condenados pela Organização Mundial da Saúde. Outra preocupação que se constata são algumas barbearias que oferecem a retirada de pintas. Esses fatores expõe o indivíduo ao risco enorme a saúde”, relata a especialista.
A campanha Dezembro Laranja propõe a conscientização da população quanto à prevenção, aos fatores de risco, alertar aos sinais de qualquer suspeita da doença e ainda incentivar a população a procurar o especialista ao observar algum tipo de lesão na pele. “Todas as lesões quando diagnosticadas de forma precoce tem uma ótima evolução e prognóstico”, afirma Heloide.
É o que aconteceu com o nosso o entrevistado, como já relatamos acima o diagnóstico de câncer de pele pegou Francisco de surpresa. A identificação precoce, tratamento e acompanhamento clínico tiveram resultados positivos e o produtor rural comemora sua cura.
Além de produtor rural Francisco também tem como atividade esporte radical, o Motocross. Ele reconhece que a exposição ao sol tanto na lida no campo e no esporte antes era sem proteção alguma. “Eu sempre tomei muito sol. Tenho meus afazeres na fazenda e também meu esporte sou multi campeão de motocross do Estado. Fui vice campeão mundial, já representei o Brasil em campeonato nos Estados Unidos. Mas, hoje em qualquer atividade sigo a risca as orientações da médica com protetor solar, camisa com UV, cuidado redobrado”, afirma.

Todos os direitos reservados a Agencia MS Notícias 2023 - Design por Argo Soluções